Connect with us

Coronavírus

‘Coronavírus é obra do demônio’: os padres que usam exorcismo para tentar combater a covid-19

Padre Eduardo Carino Vazquez Jr. e colegas não saem da igreja sem água benta e sal abençoado.

Publicado

dia

coronavirus-e-obra-do-demonio-os-padres-que-usam-exorcismo-para-tentar-combater-a-covid-19
Photo: Shutterstock

“Usamos isso para o exorcismo. Há algo de maligno no coronavírus. É obra do demônio”.

Ele e seus colegas vêm “exorcizando” o coronavírus na cidade de Caloocan na região metropolitana de Manila, nas Filipinas.

“No momento que eu ouvi sobre o confinamento, as primeiras duas palavras que vieram à minha mente foram fome e pobreza. Os pobres são os mais afetados. A Igreja deve se fazer presente nesta situação”, diz.

“Então, todos os dias, nossa rotina depende das pessoas. Quando há pedidos para doentes, para a benção dos mortos, então vamos”, acrescenta.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



Por causa do confinamento devido ao coronavírus, missas e enterros estão suspensos.

Padre Eduardo diz que ele e seus colegas se colocam à disposição “daqueles que pedem nossa ajuda”.

“Eles (fiéis) consideram difícil achar padres que benzem o corpo de seus entes queridos”, diz.

Os padres também distribuem máscaras faciais e dão dicas de autossuficiência alimentar para ambientes urbanos.

“Acredito que as pessoas aqui não sentem a presença da Igreja. Por isso, como padre, preciso ser

muito criativo e muito prudente em fazer meu ministério neste tempo de confinamento”, diz.

“Ninguém deve nos impedir de fazer nosso ministério, nem esta pandemia. Isso significa que parte da minha vocação é arriscar minha vida por essas pessoas”, conclui.

Sou Welton Matos, baiano formando em comunicação, e tecnologia. Apaixonado por design, internet, informação, fotografia e música. Amigo da natureza.

Veja Mais
Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks

Brasil

Última cidade sem Covid-19 no Brasil registra dois primeiros casos

Segundo relatório da Secretaria de Estado de Saúde (SES), dos dois casos de Covid-19 confirmados na cidade, um paciente segue em observação, e o outro já se recuperou da doença.

Publicado

dia

Por

Foto: Douglas Magno / AFP

A primeira notificação foi registrada no domingo no painel de controle do estado

Quase 10 meses depois desde o 1º caso oficial do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil , a doença foi registrada em todos os 5.570 municípios. No último domingo (13) a cidade de Cedro do Abaeté, em Minas Gerais, confirmou dois casos da doença e completou a estatística, deixando de ser a única do Brasil sem Covid-19.

Segundo relatório da Secretaria de Estado de Saúde (SES), dos dois casos de Covid-19 confirmados na cidade, um paciente segue em observação, e o outro já se recuperou da doença.


A pandemia do coronavírus já deixou mais de 181.000 mortos no Brasil e quase 7 milhões de casos.


CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



Minas Gerais, com 21,2 milhões de habitantes, é o segundo estado mais populoso do país e o terceiro em número de mortes, com 10.701, superado por São Paulo e Rio de Janeiro. É também o segundo em número de casos, com 468.000 contágios.

Fonte: Carta Capital e IG

Veja Mais

ARQUIVO WM

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x