Connect with us

Blog

“Morro do Chapéu tem uma vocação artística grandiosa e plural”, diz Secretária de Cultura

Normélia Borges, propõe um “diálogo aberto” entre artistas e órgãos que representam a classe.

Publicado

dia

"Morro do Chapéu tem uma vocação artística grandiosa e plural" diz Secretária de Cultura
Secretária de Cultura, Normélia Borges, discursa em evento na Casa da Arte de Morro do Chapéu em Novembro de 2019 / Foto: Welton Matos/WMNews

A secretária de cultura de Morro do Chapéu, Normélia Borges, ressaltou a participação efetiva da classe artística na aprovação da lei de Emergência Cultural e convocou artistas locais a se identificarem com suas raízes culturais para “um diálogo aberto com os órgãos que representam”. Leia a entrevista na íntegra.

WMNEWS – Graças a união e a pressão da classe artística, em todo o pais, a Lei Aldir Blanc foi sancionada. Como você vê essa classe aqui em Morro do Chapéu?

N.B. – Além da participação efetiva da classe artística de todo o Brasil, nesse movimento de engajamento através de inúmeras lives, campanhas, discussões em territórios de identidade, para a aprovação da lei nas três esferas (Câmara de Deputados, Senado Federal e Presidência da República), não podemos esquecer de pontuar que também, houve a interação de inúmeros gestores culturais a frente dessa batalha, de forma efetiva e democrática.

“Morro do Chapéu tem uma vocação artística grandiosa e plural”.

N.B. – Se faz necessário que esses atores de todos os segmentos representativos, tenham participação contínua e empoderada na construção da identidade artística cultural. Acredito que, com a implantação da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, abre-se um caminho para que todos eles, sem exceção, se identifiquem com sua raiz cultural e que estabeleçam um diálogo aberto com os órgãos que representam, a priori, seus anseios, quais sejam: Conselho e Secretaria de Cultura. Destaco a importância e efetividade do cadastramento, mecanismo necessário das condicionalidades da lei em questão, para mapeamento dos trabalhadores e profissionais da cultura. Cadastro esse já discutido e formatado e que servirá como base para o recebimento do auxílio e, não menos importante, alimentará nosso banco de dados, estando atualizado e sistematizado para desenvolvimento e fomento de projetos e ações futuras.

Esse recurso emergencial supre, minimamente, as reais necessidades da arte no município?

N.B. -A pandemia causou transtornos drásticos nas atividades artísticas e culturais. Com suas atividades paralisadas, o enfrentamento às dificuldades financeiras foi um dos primeiros problemas acometidos aos trabalhadores da cultura. O recurso oriundo da lei, trará um “respirar” para a classe, possibilitando uma renda mensal pelo período de três meses no valor de R$ 600,00, além de subsidiar espaços artísticos e culturais com o equivalente de 3 a 10 mil reais e que tiveram suas atividades e programações interrompidas em decorrência dos efeitos da pandemia.

“O Conselho Municipal de Política Cultural de Morro do Chapéu e Secult, vem acompanhando todos os trâmites da implementação da lei, extremamente necessária para suprir as necessidades emergenciais de artistas, entidades, espaços e coletivos culturais, impactados com esse cenário atual”.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



N.B. – E, atuando de forma transparente, os citados órgãos estarão vigilantes para que o recurso chegue a quem precisa e a todas as localidades, por mais distantes que sejam, beneficiando aqueles de que trata a lei.

Secretária de Cultura, Normélia Borges, discursa  em evento na Casa da Arte de Morro do Chapéu em Novembro 2019 / Foto: Welton Matos/WMNews
Secretária de Cultura, Normélia Borges, pousa para fotos em ‘batizado’ da capoeira, rito que marca a graduação do praticante. Líderes, praticante e admiradores se reuniram na Casa da Arte de Morro do Chapéu em Novembro de 2019. / Foto: Welton Matos/WMNews

Aprovada, na segunda-feira (29/06), a Lei 14.017 de 2020, que libera R$3 bilhões para artistas e estabelecimentos culturais, durante a pandemia da covid-19. Ação imediata da Secretaria Municipal de Cultura e do Conselho Municipal de Política Cultural de Morro do Chapéu orientá como a Lei Aldir Blanc beneficiará profissionais da Cultura de Morro do Chapéu-BA. Município receberá R$ 274.000,00 (duzentos e setenta e quatro mil reais) nos próximos dias. Recurso será aplicado em: Renda para trabalhadores da Cultura; Subsídio para manutenção de espaços culturais; Fomento a projetos; e Linhas de crédito.

No mínimo, 20% desse recurso será destinado a prêmios e editais. A Secult já vem pensando em estratégias de pôr em prática essas ações?

N.B. – A promoção de criação de editais e premiações é outra vertente para uso do recurso, viabilizando ao proponente o encaminhamento do seu projeto para avaliação e posterior liberação, nos moldes exigidos pela lei. Editais e premiações tornam-se fomento nesse momento de atividades paralisadas.

“As ações culturais oriundas de propostas, serão recebidas pelo CMPC e SECULT, levando em consideração sua expressividade cultural no âmbito do município, para posterior viabilização”.

Qual o impacto do veto parcial do Presidente ao projeto de lei?

N.B. – A expectativa de toda classe artística e gestores culturais era que a lei fosse sancionada na sua integralidade. Infelizmente, com o veto no artigo que indicava o prazo de 15 dias para o repasse dos 3 bilhões da União para Estados e Municípios, cria-se a necessidade de tornar as manifestações dos Conselhos Estaduais e Municipais de Cultura, mais propulsora pela urgência da liberação do recurso, até porque, o mesmo destina-se a aplicação nas ações emergenciais do setor cultural e seus segmentos. Foi um ganho muito expressivo a nível de articulação e um aporte financeiro nunca visto nas artes no país!

Então, com ou sem veto, vamos dar vivas à cultura e continuemos na luta!!

Saiba mais sobre o Auxílio Cultural:

Dúvidas mais comuns de como deverá funcionar são respondidas em cartilha “Lei Emergencial Cultural” elaborada por Mandato Coletivo.

Sou Welton Matos, baiano formando em comunicação, e tecnologia. Apaixonado por design, internet, informação, fotografia e música. Amigo da natureza.

Veja Mais
1 Comment
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
trackback
5 meses atrás

[…] Normélia Borges, propõe um “diálogo aberto” entre artistas e órgãos que representam a class… […]

Blog

Barack Obama inclui ‘Bacurau’ em lista de filmes preferidos do ano

‘A Voz Suprema do Blues’ e ‘Mank’ também estão na lista do ex-presidente dos Estados Unidos.

Publicado

dia

Por

Barack Obama incluiu “Bacurau“, filme de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, em sua lista de filmes preferidos do ano. O ex-presidente dos Estados Unidos compartilhou lista com filmes e séries que gostou em 2020 no Twitter nesta quinta (18).

“Como todo mundo, nós ficamos muito presos em casa neste ano e, com o streaming borrando ainda mais os limites entre filmes teatrais e filmes de televisão, ampliei a lista para incluir narrativas visuais de que gostei este ano, independentemente do formato”, escreveu Obama.

Exibido no Festival de Cannes, em maio, Bacurau conquistou o Prêmio do Júri. O troféu é considerado o terceiro mais importante do evento.  Foi a primeira vez que uma produção brasileira venceu na categoria.

Kleber Mendonça Filho compartilhou a publicação de Obama com a mensagem: “Taí uma lista. Grato”. Assista ao trailer do filme abaixo.

Além do filme brasileiro, “Mank”, “Soul”, “Uma Mulher Alta” também estão na lista. “A Voz Suprema do Blues”, último filme de Chadwick Boseman, aparece como primeira indicação. O filme com Viola Davis estreia nesta sexta (18).

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



Na categoria de séries, aparecem “Gambito da Rainha”, “I May Destroy You”, “Mrs. America”, “The Good Place”, “The Boys” e “Better Call Saul”.

Fonte: G1

Veja Mais

ARQUIVO WM

1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x