Connect with us

Educação

TSE divulgará cartilha que orienta sobre propaganda eleitoral na internet

Publicado

dia

Em 2018 o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou, uma cartilha que ajuda para esclarecer dúvidas sobre a propaganda eleitoral na internet. Veja e tenha uma noção básica de como poderá funcionar esse ano.

As informações constam de uma cartilha interativa que traz as principais regras a serem seguidas, nas eleições deste ano, por partidos e candidatos interessados em obter apoio de eleitores no meio virtual.

FOI PERMITIDO

  • Plataformas on-line;- site do candidato, do partido ou da coligação, sendo o endereço eletrônico comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado em provedor de Internet localizado no Brasil;
  • Mensagem eletrônica para endereços cadastrados gratuitamente pelo candidato, partido ou coligação, desde que ofereça a opção de cancelar o cadastramento do destinatário (no prazo máximo de 48 horas);
  • Blogs, redes sociais e sites de mensagens instantâneas com conteúdo produzido ou editado pelo candidato, pelo partido ou pela coligação.

FOI PROIBIDO

  • Propaganda eleitoral, mesmo que gratuita, em sites de pessoas jurídicas;
  • Propaganda eleitoral em sites oficiais ou hospedados por órgãos da administração pública (da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios);
  • Venda de cadastro de endereços eletrônicos;- propaganda por meio de telemarketing, em qualquer horário;
  • Atribuição indevida de autoria de propaganda a outros candidatos, partidos ou coligações.

Uma nova cartilha deverá explica, por exemplo, as normas para o impulsionamento de publicações no Facebook e Instagram. A ação é permitida no período eleitoral, mas deve ser contratada diretamente por meio das plataformas de mídias sociais, de acordo com a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997).


O uso estratégico – e pago – de ferramentas em busca de maior visibilidade também é uma forma de impulsionamento permitida pela legislação. A informação também consta do material preparado pelo TSE.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



O conteúdo foi distribuído pela plataforma SlideShare e pode ser baixado em formato de apresentação. Também é possível acessar uma versão em PDF interativo, que permite clicar nos botões com o tema escolhido para ser direcionado ao resumo de cada assunto.

Útil para candidatos a cargos eletivos e profissionais de comunicação digital, o material é importante também para os eleitores, que poderão conhecer as regras para saber se seus candidatos estão promovendo suas campanhas dentro do que estabelece a lei.

Acesse nesses links o conteúdo da cartilha em vídeo  e em PDF.

CM/RT

Veja Mais
Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks

Educação

Ufba mantém suspensão de atividades presenciais e anuncia outro semestre online

A decisão foi tomada pelo Conselho Universitário (Consuni), que se reuniu nos dias 23 e 27 de novembro.

Publicado

dia

Por

📷 Foto: Reprodução

As atividades começam no dia 22 de fevereiro e vão até 22 de junho de 2021

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiu manter a suspensão das atividades presenciais no próximo ano e definiu que o próximo semestre também será online. As atividades começam no dia 22 de fevereiro e vão até 22 de junho.

A decisão foi tomada pelo Conselho Universitário (Consuni), que se reuniu nos dias 23 e 27 de novembro. Segundo nota divulgada pela universidade, o semestre online deve seguir as mesmas diretrizes do semestre letivo suplementar realizado neste ano, mas terá caráter especial, pois a oferta de disciplinas não poderá ser normal, mas será definida novamente pelos colegiados de cursos.

Assim como no semestre suplementar, o semestre 2021.1 não contará para o tempo máximo de conclusão dos cursos, e será permitido o trancamento dos cursos a qualquer tempo, tendo em vista que boa parte do corpo discente não reúne condições adequadas de estudo em casa.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE



O próximo semestre será registrado como 2021.1. “O Consuni decidiu pelo trancamento especial, para todos os estudantes, dos dois semestres regulares não realizados, expediente semelhante ao já utilizado pela UFBA em 2004, devido a uma extensa greve”, detalha a nota divulgada pela Ufba.

Fonte: Correio24

Veja Mais

ARQUIVO WM

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x